segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Um Corpo na Biblioteca - Agatha Christie

Oi gente, tudo bem?
Venho compartilhar a leitura que fiz, de uma autora muito famosa, e de prestígio, onde só conhecia de ouvir falar, quando ganhei de presente um box lindo, contendo três livros, tive o prazer de uma boa leitura investigativa. 






O corpo de uma jovem é encontrado no tapete da biblioteca dos Bantry, às sete da manhã. A vítima é uma completa desconhecida e o casal Bantry decide chamar as autoridades para investigar o caso - e também, é claro, Miss Marple, detetive amadora e amiga da sra. Bantry.
Tudo se complica ainda mais quando chega até eles a notícia de outra adolescente morta, carbonizada dentro de um carro incendiado em uma pedreira. Qual será a possível conexão entre os dois incidentes? 






Resenha:

Ruby Keene, uma bela jovem, é encontrada morta na biblioteca da mansão do casal Bantry, aparentemente estrangulada. Dolly Bantry, a dona da mansão, chama sua amiga, a detetive amadora Miss Marple, para tentar descobrirem juntas quem é a garota, como foi parar lá, quem a matou e qual foi o motivo. Paralelamente, a polícia investiga o caso, mas reviravoltas podem fazer tudo tornar-se ainda mais complicado.

Bem, não tenho comparações a fazer com outros livros da autora, por essa ser a minha primeira leitura, e acho que dei sorte, pois me agradou muito. 
Uma história direta, sem muita enrolação. Já começamos sabendo que uma jovem foi encontrada morta, na biblioteca de uma família respeitada. 
Ao longo da história vamos conhecer vários personagens, todos muito bem desenvolvidos, a principio me confundia um pouco mas depois fui me familiarizando. 
Mas uma personagem se destaca com seu faro apurado para casos complexos Miss Marple 
uma senhorinha muito esperta que sabe usar as palavras, que sempre atenta e a frente da polícia auxiliava a equipe policial nesse caso com informações bem pertinentes.
Não vou me estender mais por ser um livro policial, posso soltar algum spoiler sem querer. 

Minha Opinião:

É um livro que prende sua atenção, mas não tão simples de ler. São muitos personagens, as vezes me confundia um pouco, confesso.
Talvez para leitores mais assíduos do gênero, seja um livro fraco.
Mas para minha primeira leitura da Agatha Christie foi uma experiência muito boa, com certeza vou ler outros livros dela.
A minha edição é de um box da editora Nova Fronteira, contendo três livros, não sei se essa edição foi revisada, pois percebi alguns erros de digitação, que poderiam ter sido evitadas, mas não tira a beleza do livro e do box em si.

Nota de 1 a 5 :


Espero que tenham gostado, e deixe sua opinião aqui nos comentários.
Xeru!



segunda-feira, 23 de outubro de 2017

#Sou + Cachos - Skala

Oi gente, tudo bem? Quanto tempo, né mesmo! Mas estamos todos bem. 

Hoje trago minha sincera opinião sobre um creme baratinho da Skala.


#Sou + Cachos

Informações da marca:

A Linha Sou Mais Cachos Skala Expert possui uma fórmula com ingredientes ricos em nutrientes que hidratam e desembaraçam os cabelos cacheados, crespos, crespíssemos ou em transição. Prepare-se para os elogios, recomendamos que use e abuse!

D-PANTHENOL: Força e Hidratação
ÓLEO DE RÍCINO: Fortalece e auxilia no combate à queda por quebra dos fios
MANTEIGA DE KARITÉ: Nutrição extrema, garante o brilho e hidratação

Modo de usar:                                                     

Pode ser utilizado em substituição ao condicionador tradicional. Aplique nos cabelos lavados massageando mecha por mecha por todo o comprimento dos fios. Deixe agir por 3 minutos. Enxágue. Para um melhor resultado, use touca térmica / laminada por 15 minutos. Enxágue.  
Ideal para cabelos: Todos os tipos de cachos
Minha opinião:
Não gostei! Senti uma leve definição nos cachos, porem um ressecamento estranho. O que me fez usar como condicionador. Sim, usei conforme a instrução e também usei com outros produtos pra potencializar, pois tinha que usar e mesmo assim não gostei. Eu acho que o creme tem que cumprir o que promete sem ajuda de outros cremes ou produtos. Mas deixando claro, essa é a minha opinião.


Gostaria de saber a opinião de vocês, já usaram esse creme?
Xeru!


segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Dior Addict Lacquer Stick

Oi gente, tudo bem?
Quanto tempo, né mesmo?
Mas estou bem, estou aqui pra compartilhar com vocês um coisa bem bacana que me aconteceu.
Ganhei um sorteio!
Eu confesso não tenho muita sorte com sorteios, mas desde que tenho esse blog, esse é o terceiro sorteio que ganho, e é muito bom ganhar presentes, ainda mais vindo de uma pessoa que admiro que é a Camila Coelho.
Ela sorteou no blog dela uma caixa com 18 batons da Dior.







Esses batons da Dior, são como um balm hidratante com forte pigmentação. São confortáveis, tem um cheirinho agradável.
São cores lindas e estou muito feliz, claro!

Não esquece de seguir o blog e minhas redes sociais.

Você que gosta de um sorteio como eu, não desista!

Xeru!  



sexta-feira, 28 de julho de 2017

A Garota do Calendário/Março - Audrey Carlan (+18)

Oi gente, tudo certo?
Demorei pra aparecer, né mesmo! Más cá estou, com a resenha do A Garota do Calendário/Março. Já li faz um tempo, mas só pude vir aqui no blog agora.

O que será que aconteceu com a Mia no mês de Março?




Mia vai passar o mês de março em Chicago com o empresário Anthony Fasano, que a contrata para fingir ser noiva dele. A princípio Mia não entende por que um homem tão lindo e másculo precisa de uma falsa noiva.






Resenha:

Quando Mia está voltando pra casa é recebida calorosamente por sua melhor amiga e por sua irmã, porém teria que encontrar com seu ex namorado Blaine, que exigiu o pagamento pessoalmente. Um encontro tenso onde Mia se sentiu mais determinada a continuar como acompanhante, para quitar essa dívida. Se você não sabe do que estou falando é só clicar aqui JANEIRO.

Seu próximo cliente seria em Chicago, o bonitão da vez seria o Tony Fasano, um ex lutador de boxe, que era dono de uma rede de restaurante da família. Existe uma forte pressão por parte de sua mãe, que quer vê-lo casado e com filhos, para continuar a linhagem Fasano.
Só que Tony é gay. Tem um relacionamento longo com seu amigo Hector desde a faculdade. O mesmo é advogado das empresas da família. Tony tem medo de assumir seu relacionamento, primeiro por sua mãe, e medo de prejudicar sua imagem de lutador e empresário. Então ele tem a brilhante ideia de contratar Mia para se passar por noiva  e assim acalmar o coração de sua mãe.
Só que essa decisão de Tony deixou Hector nada feliz, ele sonha com o dia em que seu amado irá assumir essa relação. Então sabendo de todo o drama de Hactor e Tony, Mia tentará ajudá-los, mostrando a Tony que contar a verdade é a melhor escolha a ser tomada.
No meio de tudo isso, Mia tem uma grande surpresa nesse mês de Março, um reencontro inesperado e maravilhoso com seu amado Wes. 

Minha Opinião:

Confesso que fiquei bem morgada com a leitura de Fevereiro, mas Março deu uma sacudida na história, que me deixou animadinha para ler Abril.
Como é visto nessa série, Mia sempre tem um momento reflexível sobre sua vida e sobre cada cliente:

"Era verdade. Eu aprendi muito com os dois. A não ter medo, e nunca deixar que outra pessoa escolha como minha felicidade deve ser."  

Março foi melhor que Fevereiro mas tá longe de ser uma série excepcional, cheia de ensinamentos, exemplos a ser seguido e tal... mas já que comecei vou até o fim.

Em breve Abril. 

Nota de 1 a 5:

      

Sobre a série:


A Garota do Calendário é uma série com doze livros, todos com a mesma protagonista e clientes diferentes. 

Espero que tenham gostado e me contem nos comentários a sua opinião sobre essa série.

Xeru

segunda-feira, 17 de abril de 2017

O Lado Bom da Vida - Matthew Quick

Oi gente, tudo bem?
Vamos conversar sobre o livro e o filme ''O Lado bom da Vida''. Sei que já são antigos, mas assim como eu, também devem existir quem ainda não leu ou assistiu ao filme. Vou deixar claro que terá SPOILERS.

Vamos lá!


Pat Peoples, um ex-professor na casa dos 30 anos, acaba de sair de uma instituição psiquiátrica. Convencido de que passou apenas alguns meses naquele 'lugar ruim', Pat não se lembra do que o fez ir para lá. O que sabe é que Nikki, sua esposa, quis que ficassem um 'tempo separados'. Tentando recompor o quebra-cabeça de sua memória, agora repleta de lapsos, ele ainda precisa enfrentar uma realidade que não parece muito promissora. Com o pai se recusando a falar com ele, a esposa negando-se a aceitar revê-lo e os amigos evitando comentar o que aconteceu antes de sua internação, Pat, agora viciado em exercícios físicos, está determinado a reorganizar as coisas e reconquistar sua mulher, porque acredita em finais felizes e no lado bom da vida.




Resenha:


Pat é um homem que está se preparando para o fim do tempo separados que Nikki e ele estão passando desde quando foi internado no lugar ruim. Ele era fora de forma e hoje externiza suas frustrações  e ansiedades praticando exercícios e lendo livros que Nikki gosta.


Com o apoio de sua mãe, irmão e amigos, Pat aos poucos tenta retomar sua vida social. Seu pai não lhe dirige a palavra, seu bom humor gira em torno do placar de seu time de futebol favorito. Ao conhecer Tiffany surge uma amizade, ela é viúva que pra superar sua tristeza praticava sexo com qualquer pessoa, a ponto de perder seu emprego, vive com os pais e está tentando se curar.


Minha opinião:

Quando Pat começou a contar sua vida, fiquei curiosa pra saber por que ele foi internado por 3 anos em uma clinica psiquiátrica e porque pra ele só foram alguns meses. O que de tão grave havia acontecido pra ele perder sua saúde mental. A dificuldade pra se relacionar com seu pai, uma música que lhe persegue e o transtorna, me deixou apreensiva. Mas Pat é simpático, agradável e está se esfossando muito pra ser gentil, coisa que ele lembra que não era. Ele não quer fazer nada errado pra não correr o risco de voltar pro lugar ruim.


Quando reencontra Tiffany não sente nada, ela começa a persegui-lo sempre que ele sai pra correr. O que é bem engraçado. Algumas coisas legais acontecem e fazem com que ele e Tiffany se unam mais. Em um belo dia, ele lembra de tudo e quando descobrimos isto juntos eu vejo quanto ele foi vítima nessa história. Nikki é uma vaca! Ela flagrou a traição de sua esposa dentro da sua casa, a reação dele é até compreensível, e ele é tratado como um criminoso. Ele foi o único que saiu perdendo em toda a história.  Fiquei aliviada quando ele retoma sua consciência e então ele percebe que eles não vão ficar juntos e que ela seguiu sua vida e está feliz. E que ele precisa fazer o mesmo e vê que Tiffany está com ele.
O livro é tenso, é engraçado e reflexivo, Pat é positivo, olha sempre o lado positivo das coisas. E a gente tem que ser assim, né mesmo?

Gostaria que tivessem lançado o livro com sua capa original.



O filme:


Defino o filme como: Estressante, irritante e confuso. Tive raiva e ao contrário de Pat, não consegui ver o lado bom desse filme. Não vi sentido em nada, bagunçaram toda a história do Matthew Quick.
Tifanny falastrona e descontrolada, o pai viciado em apostas, a mãe medrosa... enfim, detestei.
A  impressão que quiseram passar no filme é que Pat vive rodeado de pessoas desequilibradas e que ele já tinha uma tendencia a bipolaridade. Porque fizeram isso com uma história tão boa? 
Algumas pessoas me disseram que o filme era bom... não, não é bom! Nem se eu não tivesse lido o livro primeiro, não iria gostar, muita gritaria para um filme só.
Entendo que o filme foi inspirado no livro e não que seria a cópia. Mas  tirar a essência dos personagens, sacanagem. Eu prefiro que reproduza fielmente o livro.  
Se você gostou, bom pra você, por que se eu pudesse gostaria de desver!  


Nota de 1 a 5


Xeru!