quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

A Garota do Calendário/Fevereiro - Audrey Carlan (+18)

Oi gente, tudo certo aí?
Vamos falar sobre a Mia novamente!
Onde ela está agora? Com quem ela está?

Pra quem não conhece a história da Mia, deixo aqui a resenha do A Garota do Calendário/Janeiro pra vocês conferirem.



Em fevereiro, Mia vai passar o mês em Seattle com Alec Dubois, um excêntrico artista francês. No papel de musa, ela vai embarcar em uma jornada de descobertas sexuais e lições sobre o amor e a vida que permanecerão com ela para sempre.








Resenha:

Mia continua determinada a pagar a dívida do seu pai, que ainda se encontra em coma no hospital, vai passar o mês de Fevereiro como musa de um pintor francês, que se encantou com a beleza da jovem. Ele diz que ela é espetacular e as metades do seu rosto são imagens perfeitamente espelhadas.
Mia não para de pensar em Wes, mas mesmo assim não resiste ao pintor parecido com Ben Affleck, só que mais gostoso (como a mesma menciona).
Em meio a fotografias, pinturas e sexo, surge um conflito interno, em que Mia não aceita ser paga por fazer sexo com seus clientes, pois ela faz porque quer.

Minha Opinião: 

A história em fevereiro se arrastou um pouco, não foi engraçado e envolvente como em janeiro. Mia passou todo o mês dentro de um quarto, sendo fotografada, fazendo sexo, comendo e dormindo não necessariamente nessa ordem. O personagem Alec, muito sem graça, sempre preocupado com seu trabalho, não tinha muito diálogo com Mia, achei ele bem chatinho. Sem falar que Mia não para de pensar em Wes, enche o saco.

Aí quando em uma ligação para sua tia, ela fica sabendo que tem $40 mil dólares em sua conta, o que ela faz?surta!
Sério Mia que você não se acha uma prostituta? Você dorme com os caras, recebe muito bem por isso e se acha no mínimo uma vadia? (eu questionando Mia, kkk)
A ficha dessa moça demorou a cair!
Ofendida pelo pagamento,ela esbraveja com Wes, e com Alec. Ambos lembram a ela que está no contrato, fez sexo, ficou nua mais 20 mil dólares na sua conta bancária. Ela esqueceu? Me poupe Mia! Ou ela levou a sério que acompanhante de luxo que transa com seus clientes, não é uma garota de programa.
Alec foi especial, e eu previa que, enquanto continuasse esta jornada, cada cliente acrescentaria algo em minha vida.
Quando lembranças de sua infância lhe vem a mente ela surta também. Como ela resolve isso? Sexo!
Em fevereiro eu vi Mia bem desconfortável, não senti afinidade com Alec, apesar de "fazer amor" com ele todo o tempo, não foi tão intenso quanto seu janeiro.
Mas como uma boa vadia, ela soube aproveitar o seu excêntrico francês.
A maneira como fizemos amor foi louca, divertida, emocional e simbolizava o mês todo que passamos juntos. Eu quis partir deixando que esse fosse a nossa última lembrança.
Não vou desistir dessa série, apesar de fevereiro não ter sido muito bom. Como será Março? Já sei que será um italiano! Vamos ver o que nos aguarda.

Nota de 1 a 5


Sobre a Série:


A Garota do Calendário é uma série com doze livros, todos com a mesma protagonista e clientes diferentes.


Vocês já leram?
Me conte o que acharam?
Xeru! 

2 comentários:

  1. Ainda não li. Uma colega comentou comigo hoje por coincidência.
    Parece ser legal.

    Parabéns pelo post.

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Isabelle, é um bom entretenimento!
      Xeru!

      Excluir